Como organizar uma despedida de solteira?

Como organizar uma despedida de solteira?

despedida de solteira

Já foi o tempo em que apenas os noivos tinham uma despedida, e as mulheres acabavam apenas realizando o chá de panelas. Hoje em dia, a despedida de solteira está em alta, se tornando um evento bastante criativo.

Se você é madrinha ou amiga da noiva e ficou responsável por organizar uma despedida de solteira, veja as dicas importantes que separamos e que podem lhe ajudar nessa missão.

  • Converse com a noiva

Mesmo que você queira fazer uma surpresa “daquelas” é essencial sempre conversar com a noiva antes de tomar qualquer decisão, afinal é preciso que ela goste e participe desse momento.

Por isso, antes de qualquer coisa, pergunte a noiva se ela deseja ter uma despedida de solteira – caso contrário, a sua super produção pode ser tornar uma furada.

Converse com ela também sobre o estilo de despedida que ela mais gostaria de ter, como um clube da Luluzinha, uma balada ou até mesmo uma viagem de final de semana com as melhores amigas.

  • Faça a lista de convidadas e reserve a data

Depois de compreender um pouco mais sobre as expectativas da noiva para a despedida de solteira é hora de começar a pensar na lista de convidadas, que deve ser bastante especial, com as madrinhas e as melhores amigas.

Se você estiver planejando uma despedida de solteira mais apimentada, por exemplo, tome cuidado com quem vai convidar – e pense duas vezes antes de incluir a mãe ou a sogra da noiva, por exemplo.

O dia do evento também deve ser programado antecipadamente para que todas as garotas possam participar. Por isso, tente decidir com antecedência para dar tempo das suas convidadas se planejarem e marcarem presença.

  • Pense em um estilo para a festa

O estilo da festa de despedida de solteira deve levar em consideração o estilo da própria noiva. Uma tendência que tem feito a cabeça de muitas mulheres é a beauty party – uma festinha com sessão de beleza juntas, com serviços como esfoliação facial e corporal, manicure e pedicure e cursos de maquiagem.

Agora se a noiva faz mais o estilo tranquilo e sossegado, que tal um piquenique ou até mesmo um chá da tarde, recheado de comidas gostosas, coquetéis exóticos e outras regalias?

Outra tendência é a despedida de solteira que dura o dia todo – com direito a café da manhã e uma série de atividades até a madrugada.

  • Pense nos acessórios, atividades e decoração

Se você está planejando uma festa como despedida de solteira é muito importante considerar a decoração, as atividades, os acessórios e a música. Afinal, é importante que esse seja um momento memorável para as noivas e as amigas.

Uma festa estilo balada tem agradado bastante as noivas mais descontraídas e despojadas, com uma decoração mais “sensual” e com brincadeiras como adivinhações, jogos com drinques, danças e até as mais picantes, tudo, sempre, respeitando as vontades e os desejos da noiva para que ela se sinta bem à vontade.

Gostou das nossas dicas para organizar uma despedida de solteira? Ainda tem dúvidas? Deixe um comentário pra gente!

Como escolher as flores do casamento?

flores do casamento

Na hora de ter uma decoração dos sonhos é muito importante saber escolher as flores do casamento, que ajudarão a dar mais personalidade ao seu evento e deixar esse dia ainda mais inesquecível.

Além de considerar as espécies da estação do ano em que ocorrerá a cerimônia, existem outros cuidados importantes que você deve se atentar. Confira!

  • Estilo do casamento

Onde você irá realizar a cerimônia e a festa? Qual é o tema que vocês escolheram? Como é a personalidade dos noivos? Todas essas são informações essenciais para pensar na decoração e também nas flores do casamento.

Se você está organizando um casamento ao ar livre, com uma inspiração mais rústica e bucólica, as flores do campo são ótimas escolhas, como as margaridas, o dente de leão, a gérbera, o lírio, o girassol e a hortênsia que podem estar em arranjos ou até mesmo plantados em vasos rústicos de vime ou barro, por exemplo.

Já para um casamento na praia, as flores mais recomendadas são aquelas que conseguem suportar bem altas temperaturas e que combinam com esse ambiente, como o girassol, as callas, as margaridas e as astromélias.

  • A época do ano

Usar flores da época, além de deixar a sua decoração bem mais bonita, também pode ser uma forma de contribuir com o seu orçamento. Veja algumas opções:

  • Primavera: begônia, amor perfeito, boca de leão, gardênia, primavera, margaridinha, copo de leite, girassol, açucena, tulipa, lírio branco, hortênsia e gérbera.
  • Verão: amor perfeito, azaleia, begônia, boca de leão, lírio, margaridinha, papoula, sempre-viva, verbena, girassol, margarida, magnólia, orquídeas brancas e callas verdes.
  • Outono: papoula, margarida, camélia, amor perfeito, azaleia, margarida, hortênsia, cravina, begônia, tulipa e jasmin do cabo.
  • Inverno: camélia, azaleia, margarida, crisântemo, amor perfeito, petúnia, tulipa, begônia, verbena, copo de leite, orquídeas, hortênsias, prímula e sempre-viva.
  • Horário do casamento

O horário é muito importante para que você defina as cores das flores. As flores de cores mais fortes e vívidas combinam melhor com os casamentos durante a noite, com opções de flores como a orquídea, a tulipa e as rosas.

Já as flores em tons mais claros e pastéis (ou até coloridas) combinam melhor com as festas durante o dia, trazendo uma harmonia maior ao ambiente.

  • Determine o seu orçamento

O quanto você pode gastar é uma informação essencial já que dependendo da sua escolha de flores do casamento elas poderão encarecer bastante a sua cerimônia.

Se você tiver um caixa limitado, use a criatividade, com opções bem bonitas de arranjos e, claro, sempre preferindo as flores da época – que são mais fáceis de serem encontradas e, portanto, mais acessíveis financeiramente.

  • Considere o buquê da noiva

Não é preciso que o buquê da noiva tenha as mesmas flores usadas na decoração, mas tudo deve estar em sintonia, ajudando a passar uma mensagem unificada.

Por mais que seu orçamento seja limitado, não economiza nas flores do buquê – que devem as maiores e mais espetaculares de toda a festa. É importante que o seu buquê tenha relação com a sua personalidade, por isso pense em flores que lhe agradam e em cores que ajudem a destacar o seu visual.

Gostou das nossas dicas para escolher as flores do casamento? Ainda tem dúvida? Deixe um comentário pra gente!

Como começar a planejar o casamento? 5 passos importantes!

planejar casamento

Depois de aceitar o pedido, é hora de começar a planejar o casamento. Porém, nem sempre essa é uma missão assim tão simples, já que são muitos detalhes que devem ser considerados e, algumas vezes, os noivos podem ficar perdidos com o excesso de informações.

Se você está passando por essa situação, não se desespere! Nós trouxemos dicas importantes que vão lhe ajudar a planejar o casamento de uma forma simples. Confira!

  • Quanto você pode investir

Antes de definir qualquer coisa, é essencial saber de quanto você dispõe para investir no seu casamento, afinal é a partir do orçamento que você poderá planejar todos os próximos passos.

Portanto, analise as suas economias com cuidado e não coloque metas impossíveis que comprometam o seu orçamento, colocando em risco a vida futura do casal.

  • Que tipo de festa vocês desejam

Uma festa de casamento de sucesso é aquela que consegue ser bacana para os convidados, mas também para os noivos, estando de acordo com as suas possibilidades financeiras e o seu estilo, ajudando a contar a história de amor de vocês.

Por isso, pense se vocês formam um casal moderno ou mais tradicional, se desejam uma festa grandiosa ou mais íntima, se preferem se casar em um salão ou ao ar livre.

  • Defina a quantidade de convidados

De posse dessas informações será mais fácil analisar quantas pessoas você pode convidar – e quem realmente é essencial para que a sua festa seja como vocês sonham.

O número de convidados é um ponto fundamental e que será responsável por guiar o valor de vários serviços, como o bufê, o aluguel do espaço e muitos outros. Por isso, considere sempre o seu orçamento.

  • Pesquise preços e serviços

Coloque no papel todos os serviços e profissionais que você terá de contratar, assim será mais fácil definir o que você mesmo poderá fazer e o que precisará de ajuda.

Casamentos menores e mais intimistas podem contar com uma participação mais ativa dos noivos, já os casamentos maiores e mais tradicionais podem precisar de ajuda de profissionais especializadas, como cerimonialistas.

A partir da definição de quais serviços você necessitará, comece a pesquisar as empresas, cote os valores, visite os profissionais e peça amostras dos serviços realizados. Se possível, converse com outros noivos que já foram clientes das empresas e tome cuidado com as economias sem sentido e que podem comprometer a qualidade final da sua celebração.

  • Faça um cronograma

Para não se perder durante a organização, crie um cronograma de tudo o que deve ser feito mês a mês. Por exemplo, a data do casamento e o inicio da poupança pode ser feito entre 18 e 20 meses de antecedência, a escolha do local da festa com 17 meses de antecedência, a empresa de fotografia deve ser definida 15 meses antes e assim por diante.

Sempre considere que, em alguns serviços, quanto mais antecedência você fechar, maior podem ser os descontos. Coloque junto desse cronograma uma planilha de gastos e fique de olho no seu orçamento.

Com essas dicas, ficou mais fácil começar a planejar o casamento? Se você gostou desse conteúdo, curta a nossa página no Facebook e receba sempre dicas bacanas como essas!

Festa de 50 anos: como organizar e decorar?

festa de 50 anos

A chegada aos 50 anos é algo que deve ser comemorado e, justamente por isso, cada vez mais pessoas têm investido nas festas de 50 anos, com temáticas diferenciadas e muita descontração.

Se você está pensando em organizar a sua, ou de alguém especial, confira as dicas e ideias que separamos para tornar esse momento ainda mais especial e inesquecível!

Como fazer uma festa de 50 anos?

  1. Planejamento

Antes de sair por aí convidando as pessoas é essencial planejar a sua festa com atenção. Pense em quanto de orçamento disponível você possui e que tipo de evento mais lhe atrai.

Se você adora festas glamorosas, por exemplo, um churrasco a tarde com os amigos pode não ser a melhor ideia, não é mesmo?

Por isso, defina o estilo da festa que vai organizar, o tipo de música que irá tocar, entre outros dados importantes.

  1. Número de convidados

Ao se ter uma ideia do tipo de festa que se pretende organizar, e do orçamento disponível, fica mais fácil pensar em quantas pessoas você pode convidar.

A lista de convidados costuma ser uma das tarefas mais difíceis para a maioria das pessoas, principalmente quando o orçamento é limitado e não podemos convidar todo mundo que gostaríamos.

O ideal é sempre pensar naquelas pessoas que são importantes para você e que, de alguma forma, signifiquem algo durante a sua trajetória até os 50 anos.

  1. Tema

As festas temáticas estão na moda, seja nas festas de 15 anos, de casamento ou em outras celebrações. Que tal entrar nessa onda e deixar o seu aniversário ainda mais diferenciado?

Na hora de optar por um tema, lembre-se que ele será o norteador de toda a festa, como a decoração, as músicas, as comidas e bebidas e também os trajes de todos os participantes.

Por isso, busque por temas que façam sentido para você e que tenham relação com a sua personalidade. As ideias são inúmeras, como festa a fantasia, festa anos 60, baile do Havaí, festa country, baile de máscaras e muitas outras.

  1. Local da festa

Com o número de convidados, o orçamento e o tema definidos é hora de pensar no local onde você dará a sua festa. É importante que o espaço escolhido comporte de maneira confortável todos os seus convidados e também permita que você decore-o de acordo com o tema.

Outros pontos importantes que devem ser considerados são:

  • A facilidade de chegar ao local do evento;
  • A acessibilidade do local;
  • A quantidade de banheiros;
  • A presença de estacionamento;
  • A segurança;
  • A disponibilidade de espaço para a banda/Dj e buffet;
  • Se o local possui mesas e cadeiras ou se elas ficarão por sua conta;
  • Entre outras informações específicas.
  1. A data da festa

É claro que o ideal é que a data da festa seja próxima do seu aniversário, mas as vezes isso não é possível, seja porque o dia do seu aniversário cai durante a semana ou pela impossibilidade do aluguel do espaço.

Você também deve considerar outros pontos na hora de definir a data e o horário, como:

  • Facilidade dos convidados com essa data;
  • Outros eventos “concorrentes” no mesmo dia ou semana;
  • Proximidade com feriados;
  • Horário do evento e valor do aluguel do espaço.
  1. O que servir

Uma festa de 50 anos pode ter um público bem variado, desde amigos do aniversariante com idades próximas a ele, até membros da família, como netos e filhos de amigos.

Por isso, na hora de definir o que servir, é preciso considerar essa variedade de gostos, oferecendo opções para todos os públicos.

Gostou das nossas dicas para organizar uma festa de 50 anos? Curta a nossa página no Facebook e receba sempre dicas bacanas como essas!

Como escolher a decoração do casamento?

escolher-decoracao do casamento

Entre os vários preparativos para o grande dia, escolher a decoração do casamento pode ser uma das que mais criam dúvidas nas pessoas. Afinal, além de bonita, é importante que ela tenha relação com os noivos e que eles se sintam bem na sua própria festa e cerimônia.

Foi pensando em lhe ajudar que hoje separamos essas dicas especiais. Confira.

  • O que vocês gostam?

Antes de optar por qualquer tema ou estilo é essencial pensar nos gostos e nas preferências do casal. Isso porque a decoração deve ser uma extensão da história e da personalidade de vocês.

Embora existam muitas pessoas querendo opinar no grande dia, lembre-se que esse é o momento dos noivos e deve fazer sentido para vocês. Por isso, conversem abertamente sobre o que é indispensável para cada um na decoração e o que vocês não querem que a decoração tenha.

  • Onde a festa será?

Não adianta imaginar uma linda decoração rústica, com muitos elementos naturais, se a sua festa irá acontecer em um salão fechado, sem opções e espaço para isso.

É importante conciliar o estilo decorativo com o ambiente. Por isso, visite o local antecipadamente, pense no que ficará melhor com as paredes, o teto, o chão e todo o espaço interno e externo do local escolhido.

  • Quando será a festa?

A época do ano é um dado muito importante, porque ela está relacionada às flores, as cores e a temperatura – itens que devem ser considerados na sua decoração.

Durante o verão, por exemplo, é importante pensar em uma decoração mais leve e agradável, porque as altas temperaturas influenciam no bem estar dos convidados. Em relação às flores, é essencial considerar as que são da época, porque, além de ser mais fácil de encontrá-las, elas ainda são mais baratas.

  • Quais serão as cores base?

A paleta de cores será a base para qualquer tipo de decoração e de tema que vocês escolham, por isso é importante pensar com atenção. Para não errar, escolha tons que estejam em harmonia com o restante da festa, desde os convites até os arranjos da mesa.

Atualmente está muito em voga usar uma combinação de uma ou duas tonalidades mais fortes com outras neutras, o que gera um contraste bem interessante.

Além disso, você também pode pensar nas cores da estação do ano em que será a cerimônia ou a temática, por exemplo, um casamento vintage pede por cores mais claras, como os tons pastéis.

Caso vocês tenham uma cor que gostem bastante, mas não sabem como combiná-la, podem usar a roda das cores e descobrirem      as cores complementares ou opostas, o que causa uma combinação bem interessante.

  • Qual a opinião do noivo?

Um erro muito comum é desconsiderar a opinião do noivo na hora de escolher a decoração do casamento – e isso é muito ruim, já que ele também deve ter poder de escolha.

Embora muitos noivos prefiram se “abster” do assunto, é sempre importante conversar com ele. Afinal, já imaginou escolher uma cor ou um tema que seu noivo deteste, por exemplo?

Com essas dicas, ficou mais fácil escolher a decoração do casamento? Se ainda ficou com alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

Casamento boho chic: que tendência é essa?

casamento-boho-chic-1

Navegando por blogs de decoração de casamentos ou revistas especializadas, talvez você já tenha se deparado com o casamento boho chic – uma tendência que alia romantismo e leveza, deixando as celebrações ainda mais bonitas e delicadas.

Quer saber mais sobre essa tendência e saber se essa é a decoração ideal para o seu casamento? Continue a leitura.

O que é o casamento boho chic?

O boho chic é uma tendência que começou na moda e se espalhou para outras áreas como a decoração de casas e também de casamentos. Boho é abreviação de Bohemian, e busca misturar várias influências como dos povos ciganos, dos hippies e também das culturas orientais.

A palavra “chic” denota que todos esses elementos estão colocados de uma maneira mais sofisticada, com uso de tecidos mais nobres e de objetos mais requintados, trazendo mais glamour aos espaços.

Para os casamentos, essa ideia tem sido muito aproveitada principalmente nas festas ao ar livre e mais intimistas, criando uma aura super romântica e delicada, unindo elementos de várias influências, como o hippie, o rock moderno e outros.

Como fazer um casamento boho chic?

casamento-boho-chic-2

Se você gostou dessa ideia, veja algumas dicas que ajudam a criar uma decoração boho chic no seu casamento:

  • Invista em itens artesanais, principalmente no estilo “faça você mesmo”;
  • Opte por um casamento ao ar livre, já que o boho chic possui uma forte ligação com a natureza. Os espaços podem ser variados, como uma chácara, um jardim ou uma fazenda;
  • Se possível marque o seu casamento para a primavera;
  • Abuse das flores do campo, de preferência as mais coloridas e delicadas, com arranjos elaborados nas mesas dos convidados, na mesa principal e até nos móveis, transformando a atmosfera para um clima mais romântico e delicado;
  • Use muitos móveis de madeira e antigos, como as cômodas, penteadeiras, armários, cristaleiras e cadeiras – fazendo uma mistura entre gerações;
  • Invista em objetos de brechó ou de família, para trazer mais identidade ao seu casamento;
  • Mescle as peças antigas com objetos rústicos, como pedaços e tocos de madeira;
  • Faça guirlanda de flores e de folhas que podem ser usados nos encostos das cadeiras, sobre os móveis e até no arranjo de cabelo da noiva;
  • Use fotos de vocês recentes e também quando eram crianças e adolescentes;
  • Use livros e frases literárias que tenham relação com a história de vocês;
  • Decore com tecidos fluidos e rendas – que não precisa aparecer apenas no vestido da noiva, mas também nas cadeiras, na composição das tendas e em outros espaços, trazendo aconchego;
  • Use luzes pendentes, principalmente para os casamentos feitos no final da tarde, podendo usar um lustre no ambiente ao ar livre ou luminárias japonesas penduradas nas árvores. As velas pendentes e as fairylights (luzes de fadas) também funcionam muito bem;
  • Use alguns elementos relaxantes (para os noivos, padrinhos e convidados aproveitarem durante a festa), como poltronas, futons, sofás antigos e outros.

Gostou de saber mais sobre o casamento boho chic? Acha que essa vai ser a decoração do seu casamento? Deixe um comentário pra gente!

Ensaio pré-wedding: 4 dicas imperdíveis!

ensaio pré wedding

O ensaio pré-wedding, ou pré-casamento, tem se tornado um verdadeiro sucesso entre os noivos. Como ele está cada vez mais comum e solicitado, é normal que muitos casais tenham dúvidas.

Foi pensando nisso que nós separamos algumas dicas imperdíveis para que vocês possam aproveitar melhor o ensaio pré-wedding. Confira!

  • A escolha do fotógrafo

A escolha do fotógrafo, obviamente, é muito importante e irá interferir no resultado final do seu ensaio. Essa escolha é extremamente pessoal e nem sempre o fotógrafo dos seus amigos poderá ser o ideal para você.

Por isso, busque conhecer o trabalho e também o profissional, conversando antecipadamente com ele, vendo as fotos já feitas nesse tipo de ensaio e ouvindo também as dicas e ideias do profissional para o seu pré-wedding.

Nunca vá para o dia do ensaio com dúvidas, sempre questione, defina o roteiro, o horário, as roupas que serão usadas e deixe claro o que você espera da sessão.

  • Evite plateia

Pode ser difícil segurar a curiosidade dos pais, avós, irmãos, madrinhas, padrinhos e outros. Mas, evite levar muitas pessoas para a sessão de fotos, o ideal é que apenas os noivos e a equipe do fotógrafo estejam presentes.

Isso irá evitar que vocês fiquem inibidos e acabem não tendo um resultado muito satisfatório ou dentro do que pretendem. Além disso, sempre pode rolar aquele pedido de fotos que vocês não querem fazer, mas acabam cedendo só para agradar a família.

  • Solte-se e entre “na onda”

Na hora dos “cliques”, nada de ficarem travados ou com vergonha. Soltem a alma de modelo que cada um possui e entrem na onda, fazendo as poses de acordo com os pedidos do fotógrafo. Afinal, quanto mais vocês conseguirem entrar nessa, melhor será o resultado.

Tente aproveitar esse momento diferente na rotina de vocês para se divertirem e lembre-se que a emoção desse momento irá lhes acompanhar por muitos anos, por isso, nada de timidez.

  • A escolha do local

Além de um bom fotógrafo, um local bacana também é essencial para boas fotos, não é mesmo? Em geral, pode ser comum ver que a maioria dos profissionais acabe fazendo ensaios nos mesmos locais.

Mas, isso não lhe impede de sugerir novos espaços para as fotografias, que tenham relação com a história de vocês ou com o estilo que mais gostam, como a vida no campo, em meio à natureza ou um pré-wedding country, por exemplo.

Com essas dicas, ficou mais fácil aproveitar o seu ensaio pré-wedding? Se você gostou desse conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais!

Como organizar o chá de bebê? 4 dicas fundamentais!

organizar o chá de bebe

Já foi o tempo em que o chá de bebê era uma festa simples, apenas para poucos convidados e realizado na casa da futura mamãe. Hoje, ele se transformou em um evento grandioso, com direito a tema específico e uma decoração lindíssima.

Justamente por isso, muitos futuros papais têm dúvidas na hora de organizar o chá de bebê. Para lhe ajudar, nós separamos algumas dicas importantes e que vão fazer a diferença no seu evento.

  1. A data do chá de bebê

Definir uma data adequada é um fator primordial para o sucesso de qualquer evento. Em geral, o chá de bebê é uma boa distração para as mães mais ansiosas, principalmente no finalzinho da gestação.

Por isso, o recomendado é que ele seja marcado antes das 37 semanas de gravidez, assim você não correrá o risco de o bebê chegar antes da sua festa.

Não se esqueça de conversar antecipadamente com os convidados mais importantes para você, como os padrinhos da criança e os avós, para saber se a data escolhida é boa para eles.

Também tente evitar datas próximas de grandes feriados nacionais, que as pessoas costumam emendar e viajar, diminuindo o número de convidados presentes no seu chá.

  1. A lista de convidados

Outro momento de muita indecisão dos futuros pais é em relação à lista de convidados e aqui tudo dependerá da forma que você está organizando o seu chá de bebê.

Hoje, é possível segmentar e fazer vários tipos de festas separadas, como o chá só para mulheres, o chá com os maridos e namorados, o chá para amigos da empresa ou o chá só para família.

Não existe problema em fazer mais do que um chá de bebê, desde que, claro, os convidados sejam diferentes. Assim, você evita aquela sensação de que apenas deseja acumular presentes.

  1. Chá de bebê ou chá de fraldas

A principal diferença está nos presentes dados pelos convidados. No chá de bebê são requisitados pela futura mãe itens de uso diário, como mamadeiras, chupetas, babadores e outros.

Geralmente, a lista é feita pela própria mãe que a deixa em uma loja específica. Em alguns casos, os convidados podem ficar livres para escolher por outros itens diferentes.

Já no chá de fraldas, como o próprio nome sugere, a principal preocupação dos futuros pais é ter um bom estoque de fraldas. Por isso, o recomendado é solicitar por fraldas de tamanhos variados, como M e G, já que nem sempre os bebês nascem tão pequenos para usarem o tamanho RN por um longo período.

  1. A decoração e a escolha do local do chá de bebê

O mais usual atualmente é realizar um chá de bebê temático, assim toda a decoração e até os convites seguem a mesma linha. Existem inúmeros temas que você pode usar, como: princesas, borboletas, jardim encantado, balões, unicórnios, marinheiro, céu, etc.

O importante é que você escolha um local para realizar o chá de bebê que permita essa decoração e que também seja fácil de chegar, tenha segurança e estrutura suficiente para o seu evento e ainda comporte todos os seus convidados tranquilamente.

Com essas dicas, ficou mais fácil organizar o chá de bebê? Se você ainda tem alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

Como fazer um bom evento? 6 dicas de especialista!

fazer um bom evento

Fazer um bom evento nem sempre é uma tarefa fácil, é preciso compreender as necessidades e desejos do seu público-alvo, os objetivos do seu cliente e muitas outras questões.

Está precisando organizar um evento para a sua empresa ou quer começar a transformar as suas produções? Veja as dicas importantes que separamos para que os seus eventos sejam sucesso de público e de crítica!

  • Saiba quem é o seu público-alvo

Quem são as pessoas que você deseja atrair para o seu evento? Quanto mais informações você tiver, mais fácil será planejar um evento que realmente atinja as expectativas dessas pessoas e transforme a experiência delas.

Lembre-se que para o seu evento ser considerado um sucesso é preciso que ele seja motivador para as pessoas participarem e estejam de acordo com as expectativas desse público-alvo.

  • Tenha controle das tarefas a serem executadas

Planejamento é a palavra-chave para quem deseja fazer um bom evento, por isso é essencial que você tenha sempre a mão planilhas atualizadas com todas as tarefas que precisam ser feitas, itens a serem decididos e o orçamento de cada uma dessas decisões.

Se você está planejando um show, por exemplo, é importante definir as bandas e a ordem de apresentação, uma festa precisa contar com boas atrações e DJs, e assim por diante.

  • Encontre um local correto

Muito do sucesso de um evento depende de encontrar um bom local, que seja fácil de acessar e que tenha relação com as necessidades e desejos do seu público-alvo.

É preciso considerar a estimativa de pessoas que irão participar do seu evento, a segurança do local, a sinalização até ele e outras características importantes, como quantidade de banheiro, saídas de emergência e alvará de funcionamento.

  • Defina uma data

Definir a data pode parecer uma tarefa simples, mas ela é muito importante para fazer um bom evento. É preciso pensar em uma época que seja interessante para o tema do evento que está planejando, um dia da semana que seja fácil do seu público-alvo se locomover e também se atentar se não existem feriados próximos ou outras datas comemorativas que podem colocar em risco o seu evento.

  • Faça uma boa divulgação

Depois de definir como será o seu evento, quando e onde é importante divulgar adequadamente. Para isso, novamente recorra aos seus conhecimentos sobre o público-alvo divulgando em ambientes que tenham relação com essas pessoas.

Além dos meios tradicionais, você também pode pensar em uma divulgação online (que costuma ser mais econômica), com disparos de e-mail marketing para seus cadastros, criação de um site e uma fanpage atualizadas e até mesmo um evento no Facebook.

  • Fique de olho na venda de convites

Quem vai organizar um evento com venda de convites, precisa monitorar esse processo constantemente, assim você terá noção de como está o movimento, se você vai ter que deixar uma quantidade maior ou menor de convites para a venda na hora, se os pontos de vendas estão adequadas e se as estratégias de divulgação precisam ser modificadas.

Com essas dicas, ficou mais fácil fazer um bom evento? Se você ficou com alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

Data do casamento: como escolher a melhor?

data do casamento

Organizar o casamento é uma tarefa que pode exigir bastante dos noivos. E uma das maiores dificuldades é sobre como definir a data do casamento, afinal é a partir desse momento que o grande dia parece começar a “ganhar forma”.

É preciso considerar muitos aspectos nessa decisão, como a época do ano, a proximidade com feriados prolongados e datas comemorativas, o significado desse período para os noivos, a disponibilidade dos serviços e o valor.

Se você está com dificuldades para definir a data do casamento, continue a leitura e veja algumas dicas que podem lhe ajudar a passar por esse momento sem dificuldades.

  • Garanta tempo suficiente entre o noivado e o casamento

Na hora de estipular a data do casamento, pense no tempo que você terá entre o noivado e o grande dia. Esse período é importante para que vocês consigam organizar o casamento sem “atropelos” e também tenham tempo para pouparem o suficiente.

É claro que ninguém deseja prolongar excessivamente o noivado, mas marcar uma data muito próxima para o casamento pode complicar os preparativos e até mesmo significar dinheiro insuficiente para as despesas.

  • Considere a estação do ano

Você não gosta do frio e odeia usar roupas fechadas? Então nada de programar o seu casamento para o inverno. Parece pouco provável, mas muitos noivos se esquecem de considerar a estação e acabam casando em uma época que não gostam.

Além disso, é importante pensar em outros detalhes, por exemplo, se você está planejando um casamento ao ar livre, o mais indicado é evitar as estações mais chuvosas. Se a noiva sempre sonhou em usar um buquê de tulipas é importante saber qual é a época de florescimento da espécie.

  • Pense no estilo do seu casamento

Qual o estilo de cerimônia que mais combina com vocês? Se vocês possuem uma ligação muito forte com a praia, por exemplo, é importante pensar em uma data e época do ano em que chova pouco e o calor não seja excessivo.

O mesmo vale para quem deseja fazer um casamento rústico, lembrando-se de considerar as espécies de flores da época do ano e também as características climáticas que podem interferir.

  • Avalie os preços

Datas mais procuradas costumam ter preços mais altos, assim como alugueis noturnos. Se a ideia de vocês é economizar, fique atento ao calendário.

Muitas pessoas ainda associam agosto a uma espécie de mau agouro e por isso esse é um dos meses mais baratos para se casar. Se vocês não são supersticiosos, a economia pode ser vantajosa.

Em contrapartida, os meses de maio e setembro costumam ser os mais procurados, e por isso os valores de todos os serviços tendem a aumentar. Assim como dezembro, com as confraternizações de fim de ano.

O horário do seu casamento também pode influenciar. Quando a ideia é economizar, vale apostar no charme dos casamentos de manhã ou à tarde. O dia da semana também pode encarecer a escolha, sendo que os domingos e as sextas-feiras costumam ser mais baratos.

  • Escolha uma data significativa para vocês

Se for possível, que tal se casar em um período que tenha alguma relação com a história de vocês, como o dia em que se conheceram, o primeiro beijo, quando começaram a namorar ou quando noivaram?

Isso traz muito mais significado à cerimônia e ajuda a tornar o momento ainda mais especial. Pense em uma data que simboliza algo importante para vocês e veja se ela está disponível e se pode ser escolhida dentro do orçamento que possuem.

Com essas dicas, ficou mais fácil definir a data do casamento? Curta a nossa página no Facebook e receba mais dicas bacanas como essa!

 

Páginas:12345»