Qual casal apaixonado não sonha com uma festa de casamento incrível? Porém, na hora de “colocar a mão na massa” e começar a transformar o sonho em realidade, essa missão pode não ser assim tão simples, não é mesmo?

Hoje nós trouxemos algumas dicas para a festa de casamento que vão lhe ajudar na organização e também na hora de enxugar o orçamento. Confira!

  • Defina o orçamento máximo

Antes de começar a tomar qualquer decisão, defina o quanto vocês podem investir na festa de casamento, a partir de estimativas do quanto é possível poupar por mês.

Se vocês conseguirem, juntos, poupar cerca de R$ 3 mil por mês, durante 1 ano é possível ter um orçamento de R$ 36 mil – suficiente para uma festa bem interessante para cerca de 200 convidados.

  • Comece hoje mesmo

Quanto antes vocês começarem a economizar, mais fácil será ter um orçamento adequado.

Além disso, também é importante começar o planejamento de forma antecipada, assim você poderá negociar prazos e valores com os fornecedores.

De acordo com os profissionais do setor, começar a planejar a festa de casamento com 1 ano e meio a 2 anos de antecedência é o mais recomendado.

  • Tenha uma reserva para emergências

Depois de definir o orçamento, separe de 10 a 20% desse valor para possíveis contratempos e gastos emergenciais, como no caso das contratações de última hora e até a resolução de problemas inesperados, como a ausência de um dos fotógrafos, por exemplo, ou um problema com o vestido de noiva.

  • Cuidado com a lista de convidados

A lista de convidados é um dos itens que deve receber maior atenção dos noivos já que está diretamente relacionada aos custos da festa de casamento.

Muitas vezes, as listas costumam ser grandes devido aos convidados familiares e amigos que nem sempre possuem alguma ligação com o casal.

Se a pessoa em questão não participa do seu dia a dia, ou não tem nenhum envolvimento na história de vocês, por que convidá-la? Muitos noivos acabam se prendendo a “convites por obrigação” que podem encarecer o valor da festa e até endividá-los.

  • Faça uma lista dos serviços a serem contratados

De posse das informações básicas de quanto você poderá gastar, e de quantas pessoas participarão da sua festa, fica mais fácil definir quais serviços precisam ser contratados e começar a orçá-los.

Negocie com cada um dos fornecedores prazos e formas de pagamento e sempre que possível tente pagar a vista (principalmente se os descontos forem atrativos).

Caso isso não seja possível, divida as parcelas de modo a ficarem dentro do orçamento mensal do casal. Em geral, a despesa mais cara costuma ser o bufê, que corresponde a praticamente metade dos gastos.

  • Defina o tipo de festa que vocês querem dar

Lembre-se, contudo, que quanto mais formal for o casamento, mais caro ele será. Por isso, busque por opções que tenham relação com a personalidade de vocês e que caiba no orçamento definido.

Se a sua ideia é economizar, mas sem perder a elegância e a sofisticação, você pode optar, ao invés do bufê tradicional, por um coquetel finger foods, por exemplo.

  • Escolha a data com cuidado

Épocas mais concorridas costumam ser mais caras, tanto para o aluguel do espaço, como para a contratação dos serviços. O horário da festa também pode interferir no valor.

Em geral, os meses de maio, setembro, outubro e novembro são os que têm mais procura e em maio ainda existe um custo adicional com as flores – já que existe uma alta demanda devido ao Dia das Mães.

Para quem deseja conseguir bons descontos, o melhor mês é o de janeiro, já que fevereiro costuma chover bastante e tem Carnaval e em dezembro é a época das festas de fim de ano.

Gostou das nossas dicas para a festa de casamento dos sonhos? Ainda tem alguma dúvida? Deixe um comentário pra gente!